Malária: novo composto promissor no tratamento da doença

Estudo publicado na “Science”

06 setembro 2010
  |  Partilhar:

Uma equipa internacional de investigadores descobriu um novo fármaco que se mostrou promissor no tratamento da malária, revela um estudo publicado na “Science”.

 

A malária é uma doença muitas vezes fatal, que pode conduzir à insuficiência renal, convulsões, danos neurológicos permanentes, coma e morte. A doença é causada pelo parasita Plasmodium, que é transmitido pela picada de mosquitos infectados.

 

Apesar de um século de esforço global para controlar a malária, a doença ainda é endémica em muitas partes do mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2008 houve aproximadamente 247 milhões de casos de malária, causando quase um milhão de mortes, principalmente entre crianças em África. Embora a malária seja curável, estima-se que em África uma criança morra a cada 45 segundos devido a esta doença. Assim, a necessidade de novos tratamentos torna-se cada vez mais urgente dada a resistência apresentada aos fármacos actuais.

 

Os investigadores da Novartis Institute for Tropical Diseases (NITD), em colaboração com investigadores do Genomics Institute of the Novartis Research Foundation (GNF), do Scripps Research Institute e do Swiss Tropical Institute, iniciaram o estudo a partir de uma biblioteca de 12 mil produtos naturais purificados e identificaram 275 compostos que apresentavam uma elevada actividade contra o Plasmodium falciparum.

 

Deste conjunto de compostos, só 17 cumpriram as normas farmacológicas e de eficácia. Uma avaliação da toxicidade e dos perfis farmacocinéticos destes compostos forneceu informações adicionais, tendo os cientistas identificado um composto, o NITD609, que pertence à classe de compostos denominados de ʺespiroindolonasʺ que nunca tinham sido associados à actividade anti-malárica.

 

O estudo revelou assim que o NITD609 é eficaz contra as estirpes do parasita da malária, o Plasmodium falciparum e Plasmodium vivax. Através de um novo mecanismo, o NITD609 controla rapidamente a infecção em ratinhos infectados com este parasita e mostra propriedades farmacológicas compatíveis com um regime de dose diária.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.