Malária: 58 casos importados em 2011

Comunicado da Direção Geral de Saúde

11 julho 2012
  |  Partilhar:

Em 2011 foram notificados 58 casos importados de malária, não se registando qualquer novo caso adquirido em Portugal desde 1959, revelou o diretor Diretor-Geral da Saúde, Francisco George.
 

De acordo com um comunicado distribuído pela Direção-Geral da Saúde (DGS), ao qual a agência Lusa teve acesso “os últimos casos de malária adquiridos em Portugal foram diagnosticados em 1959” e “desde então, todos os casos identificados em Portugal foram importados e ocorreram em viajantes regressados de países tropicais”.
 

O mesmo documento refere que em 2011 foram notificados em Portugal 58 casos importados de malária e indica que existe um programa de vigilância das populações de mosquitos em Portugal, designado por REVIVE.
 

O presidente da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), Nuno Lacasta, revelou à agência Lusa, na semana passada, que o aumento previsível da temperatura vai potenciar, em Portugal, o risco de exposição à malária.
 

"Este será um dos desafios importantes nos próximos tempos, ao nível da saúde, no âmbito das alterações climáticas", sublinhou o responsável.
 

Nuno Lacasta explicou que a ameaça de surtos de doenças vetoriais, como é o caso da malária, deve-se "ao aumento previsível da temperatura" e que "mais do que amedrontar as pessoas", estes alertas servem "para esclarecer e frisar a necessidade estudar e adotar medidas preventivas.
 

"Sei que o Ministério da Saúde está atento a esta problemática há já um par de anos, mas penso que é importante que os portugueses estejam informados sobre este cenário", justificou.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.