Mais um passo na investigação do HIV

Investigadores infectam células de ratos, um «importante avanço»

29 junho 2003
  |  Partilhar:

Pela primeira vez desde o aparecimento da sida, uma equipa de investigadores norte-americanos conseguiu um «importante avanço» ao infectar células de ratos, informa a revista Nature Cell Biology na sua última edição.
 

 

Até agora, à falta de um modelo animal, os investigadores só podiam trabalhar com macacos ou seres humanos.
 

 

No último número daquela revista britânica, a cientista Mattija Peterlin, da Universidade da Califórnia em São Francisco (UCSF), explica como conseguiu modificar células de ratos para que o vírus da imuno-deficiência humana (HIV) pudesse infectá-las e reproduzir-se.
 

 

Os investigadores da UCSF descobriram que o vírus conseguiu replicar-se e infectar as células vizinhas depois da substituição, numa proteína conhecida por hp32, de um único aminoácido de rato pela sua versão humana.
 

 

Fisiologicamente semelhantes aos seres humanos e com reprodução rápida, os ratos são o modelo animal preferido pelos investigadores, mas há mais de dez anos que tentavam em vão infectá- los com o HIV.
 

 

A etapa seguinte, segundo a Nature Cell Biology, consistirá em produzir ratos geneticamente modificados para serem portadores do aminoácido humano e portanto sensíveis ao vírus.
 

 

Tal rato, que representa «um sonho há muito tempo perseguido pelos virologistas», revolucionaria toda a investigação sobre esta doença, escreve a revista.
 

 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.