Mais perto da vacina contra o cancro

Investigadores anexam proteínas retiradas de células cancerígenas a anticorpos

20 fevereiro 2003
  |  Partilhar:

Uma investigadora do Leiden University Medical Center, na Holanda, acaba de descobrir um mecanismo de imunização que poderá levar ao fabrico da primeira vacina contra o cancro.
 

Andreea Ioan-Facsinay anexou proteínas retiradas de células cancerígenas a anticorpos. Com estas conseguiu tratar com sucesso ratos que padeciam da doença.
 

 

As células de ratos, já tratadas com este complexo, foram então retiradas para fabricar uma vacina, que se revelou eficaz em posteriores experiências com animais, uma vez que causaram uma resposta do sistema imunológico contra o cancro.
 

 

Segundo a investigadora, descobriu-se que determinadas proteínas na superfície das células, denominadas Fc receptores, eram particularmente importantes para a efectividade da vacina.
 

 

Verificou-se ainda que esta vacina tem um efeito preventivo em ratos jovens, um facto que poderá sugerir que esta imunização seja não só eficaz no tratamento da doença como também na sua prevenção.
 

 

Segundo Ioan-Facsinay, estes Fc receptores também desempenham um importante papel na artrite, na tosse convulsa e numa grande variedade de alergias – doenças que poderão ser prevenidas ou tratadas com a mesma vacina.
 

 

Apesar dos resultados, a cientista foi peremptória em advertir que levará ainda cerca de dez anos até que esta vacina possa ser experimentada em humanos. Posteriormente, serão necessários mais oito anos para que comece a ser comercializada.
 

 

Fonte:Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.