Mais de metade dos medicamentos dados às crianças europeias são para adultos
01 março 2002
  |  Partilhar:

Mais de metade dos medicamentos administrados às crianças
 

da União Europeia (UE) não foram testados para fins pediátricos, tratando-se de adaptações dos remédios destinados aos adultos, alertou, em Bruxelas, a Comissão Europeia.
 

 

Com o objectivo de que este "problema pertença, em breve,
 

ao passado", o comissário europeu responsável pelas Empresas e Sociedade de Informação lançou um documento de consulta na Internet Veja aqui que propõe uma série de incentivos à indústria farmacêutica e aos investigadores.
 

 

Segundo a Comissão Europeia, apesar das crianças
 

constituírem 20% da população europeia, a indústria farmacêutica mostra-se relutante em investir na investigação de medicamentos específicos para as crianças, por considerar o mercado pequeno.
 

 

Actualmente, exceptuando alguns antibióticos para combater
 

infecções comuns e vacinas, poucos medicamentos são
 

especificamente destinados ou adaptados ao tratamento de doenças que afectam as crianças como cancro, SIDA ou problemas cardíacos.
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.