Mais de 4,7 milhões de preservativos distribuídos em 2017

Dados da Direção-Geral da Saúde

15 fevereiro 2018
  |  Partilhar:
Mais de 4,7 milhões de preservativos foram distribuídos pelas autoridades de saúde em 2017, um número substancialmente inferior ao registado há uma década, de acordo com dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).
 
Segundo apurou a agência Lusa, a propósito do Dia Internacional do Preservativo, que se assinalou no dia 13 de fevereiro, a DGS revelou que, em 2017, foram distribuídos 4.751.387 preservativos masculinos e 110.400 femininos.
 
Estes valores representam uma subida em relação aos preservativos masculinos distribuídos no ano anterior (4.743.049), mas ficam muito longe dos distribuídos em 2008: 7.406.392.
 
Em 2017 também se registou uma diminuição de preservativos femininos distribuídos: 110.400 contra os 194.095 distribuídos em 2016.
 
Este ano, para assinalar o Dia Internacional do Preservativo, a DGS, o Programa Nacional para a Infeção VIH/SIDA e o Programa Nacional para as Hepatites Virais associam-se a algumas iniciativas que visam a sensibilização da população para a utilização do preservativo enquanto meio preventivo de infeções sexualmente transmissíveis, nomeadamente da infeção por VIH e da Hepatite B.
 
Uma das iniciativas é a tradução para inglês e mandarim dos conteúdos do folheto sobre prevenção, agora também em suporte digital.
 
A ideia é abranger populações-chave que, por não dominarem o idioma, não estavam contempladas no processo de divulgação/informação de medidas preventivas da infeção por VIH, segundo a DGS.
 
As autoridades de saúde recomendam a utilização do preservativo enquanto meio preventivo de infeções sexualmente transmissíveis, nomeadamente da infeção por VIH e da Hepatite B.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar