Mais de 200 mil mortes anuais por cancros contraídos no local de trabalho

Dados da OMS

02 maio 2007
  |  Partilhar:

 

Mais de 200 mil pessoas morrem por ano em todo o mundo devido a Doenças Oncológicas causadas pelo local de trabalho por inalação de fibras de amianto ou fumo de tabaco, revelou a Organização Mundial de Saúde (OMS).
 

 

Uma em cada dez mortes por cancro surge ligada a riscos a que os trabalhadores são sujeitos e que poderiam ser evitados, aponta ainda a OMS, em comunicado.
 

 

O Mesotelioma (tumor maligno da pleura - camada de revestimento do pulmão e do tórax - ou do peritónio - revestimento do abdómen) e cancros do Pulmão e da Bexiga são os tipos mais comuns de tumores ocupacionais. "A maioria destes cancros mortais ligados ao local de trabalho surge nos países desenvolvidos, uma vez que resultam do uso intensivo, há 20-30 anos, de diferentes substâncias cancerígenas" como o amianto, pesticidas ou dissolventes como o benzeno, explica a organização.
 

 

Segundo a OMS, os trabalhadores vítimas do tabagismo passivo correm duas vezes mais riscos de desenvolver Cancro do Pulmão do que os que trabalham em ambientes sem tabaco. Andreas Ullrich, do departamento de prevenção do cancro da OMS, defende que o controlo de substâncias cancerígenas nos locais de trabalho deve ser a medida-chave de todos os programas nacionais de luta contra o cancro.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar