Maioria dos portugueses defende despenalização do aborto

Sondagem DN/TSF

04 fevereiro 2004
  |  Partilhar:

A maioria dos portugueses (64,7%) concorda com a despenalização do aborto, contra a opinião de 24,2% dos inquiridos, segundo o barómetro DN/TSF publicado terça-feira.Ao mesmo tempo, 71% dos portugueses considera que o tema «despenalização do aborto» deverá ir de novo a referendo, contra 21,5% que não quer tornar a votar o tema.A questão do aborto foi já referendada em Junho de 1998, altura em que venceu o «não» à despenalização, mas onde a grande vencedora foi a abstenção.No final de Janeiro passado surgiu o movimento social «Petição para um Referendo sobre o Aborto», que entregou no Parlamento 121.151 assinaturas, recorrendo assim pela primeira vez à figura da iniciativa popular, introduzida na revisão constitucional de 1997.Esta petição deverá ser debatida na Assembleia da República a 26 de Fevereiro por proposta do PS, enquanto a despenalização da interrupção voluntária da gravidez está agendada para debate no Parlamento dia 03 de Março.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.