Maioria dos portugueses começa a ter relações sexuais aos 16 anos

Estudo realizado pela Universidade Técnica de Lisboa

18 abril 2011
  |  Partilhar:

A maioria dos portugueses começa a ter relações sexuais aos 16 anos e sente-se à vontade para comprar preservativos, dá conta um estudo nacional sobre sexualidade e saúde sexual e reprodutiva ao qual a Agência Lusa teve acesso.
 

O estudo, que foi realizado pela equipa do projecto Aventura Social, da Faculdade de Motricidade Humana, da Universidade Técnica de Lisboa, contou com a participação de 3.278 jovens que tinham uma média de idade de 21 anos.
 

Com base nos inquéritos realizados, os investigadores constataram que 83,3% dos estudantes universitários é sexualmente activo e 79,2 % teve a sua primeira relação sexual a partir dos 16 anos.
 

Os rapazes e raparigas sentem-se à vontade para adquirir contraceptivos, tanto em lojas comerciais como em centros de saúde. A pílula e o preservativo são os métodos mais usados, aponta ainda o estudo.
 

Mesmo sob o efeito de drogas ou álcool, os entrevistados acham que não têm dificuldade em usar preservativos e acreditam que nesses estados conseguem recusar ter relações sexuais desprotegidas.
 

O estudo, financiado pela Coordenação Nacional para a Infecção VIH/SIDA e Alto Comissariado da Saúde, conclui ainda que a educação sexual nas escolas é fundamental para travar comportamentos de risco e que aquelas aulas "têm vindo a cumprir o seu papel": "os alunos mais novos referem todos ter tido educação sexual na escola e reportam um comportamento sexual mais seguro”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 1 Comentar

Desperdício de tempo

Importante na vida é saber distinguir entre uma informação credível e outra não credível. Infelizmente a maior parte das informações na net e nos meios de comunicação não são credíveis e são uma pura perda de tempo ( a percentagem deve rondar os 90 %). Lamentável...Vive-se num mundo de ilusão e de falta de rigor que se traduz na prática em perda de tempo....

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.