Maiores de 60 anos aconselhados a consumir alimentos probióticos

Estudo da University of Reading

19 abril 2007
  |  Partilhar:

 

As pessoas com mais de 60 anos deveriam consumir diariamente produtos probióticos para reforçar a sua protecção natural contra as infecções intestinais, segundo um estudo feito por microbiólogos britânicos divulgado na imprensa local.
 

 

Segundo a equipa de cientistas, dirigida por Glen Gibson, professor de Microbiologia da Alimentação na University of Reading, Reino Unido, todos deviam estar conscientes das vantagens de manter uma flora intestinal equilibrada, dado que não só ajudam a digestão e reduzem os transtornos digestivos, como contribuem para proteger as crianças de várias alergias e podem reduzir o risco de Cancro do Cólon.
 

 

Esses produtos terão no entanto de conter um mínimo de dez milhões de bactérias para ser eficazes, acrescentou o especialista, sendo também fundamental que as bactérias sobrevivam à passagem pelo sistema gastrointestinal. O investigador preconizou ainda um maior rigor na etiquetagem destes produtos, para que contenham detalhes específicos sobre as respectivas bactérias.
 

 

Segundo um estudo recente, nove pacientes com Colite Ulcerosa que apresentavam níveis de bifidobactérias 30 vezes inferiores aos desejáveis registaram um desaparecimento parcial dos sintomas quatro semanas depois de terem começado a consumir regularmente um probiótico à base de bifidobactéria, juntamente com um suplemento açucarado para estimular o desenvolvimento das bactérias.
 

 

Os especialistas crêem que algumas dietas dos países ricos ocidentais, ricas em gorduras animais e pobres em fibras, podem reduzir as bactérias benéficas e aumentar as nocivas.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar