Maior risco de Doenças Cardiovasculares em mulheres que vivem em locais poluídos

Estudo publicado no "New England Journal of Medicine"

02 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

 

As mulheres saudáveis que vivem em sítios com e levados níveis de poluição atmosférica correm um elevado risco de desenvolver Doenças Cardiovasculares que podem ser mortais, segundo um estudo realizado por investigadores da University of Washington (EUA).
 

 

O estudo, liderado por Kristen Miller, e publicado esta semana na revista britânica "New England Journal of Medicine", analisou cerca de 65 mil mulheres com idades compreendidas entre os 50 e os 79 anos que habitam em centros urbanos nos EUA.
 

 

Os investigadores acompanharam as mulheres o máximo de tempo possível durante nove anos, para poderem identificar quais foram vítimas de Enfarte do Miocárdio ou AVC, quais sofreram uma pontada coronária, ou morreram devido a um a Doença Cardiovascular.
 

 

Os especialistas estabelecerem de seguida uma relação entre os dados médicos obtidos e os níveis médios de poluição do ar, no exterior da zona de habitação das vítimas, tendo descoberto que "quanto maior era a poluição, maiores eram os riscos de desenvolver Doenças Cardiovasculares, numa proporção mais significativa do que se imaginava".
 

 

O estudo concluiu que um "aumento de dez unidades de partículas finas no ar provocava um acréscimo de 76% do risco de mortes por Doenças Cardiovasculares", tendo o estudo tomado em conta outros factores como a Hipertensão arterial, a taxa de Colesterol e o tabagismo.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.