Maior diálogo com pais previne suicídio, dizem jovens
08 novembro 2000
  |  Partilhar:

Um maior diálogo com os pais é o que sugerem alguns jovens de Évora, Guimarães, Lisboa e Santarém para prevenir o suicídio na adolescência, de acordo com um estudo do Núcleo de Estudos do Suicídio (NES), coordenado pelo psiquiatra Daniel Sampaio.
 

 

A sugestão consta de um estudo sobre as atitudes face ao suicídio, suas causas e formas de prevenção, realizado nos últimos dois anos pelo NES que concluiu que 7% dos jovens daquelas cidades já tentaram, pelo menos uma vez, pôr termo à vida e 34,4 % já o pensaram.
 

 

Os problemas familiares e as dificuldades para os resolver, a falta de amigos, a droga, o álcool, a solidão, insegurança e a baixa auto-estima, são os motivos apontados pelos jovens como causas de suicídio.
 

 

O estudo, realizado por inquérito, incidiu sobre 822 adolescentes dos 15 aos 23 anos. Mais dados sobre comportamentos suicidas vão estar em foco, amanhã e sexta-feira em Lisboa, no IX Encontro sobre a Adolescência onde serão divulgados os resultados mais recentes do trabalho do NES.
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.