Mães adolescentes e a mortalidade infantil
23 janeiro 2002
  |  Partilhar:

Os bebés filhos de mães adolescentes têm mais 60 por cento de probabilidade de morrer no primeiro ano de vida do que os filhos de mães adultas. O estudo, efectuado na Grã-Bretanha pelo Departamento de Saúde, reforça assim a urgência de diminuir a gravidez na adolescência. Em Portugal, as mães adolescentes reúnem as "fragilidades" das britânicas.
 

 

O estudo, encomendado pelo Ministério da Saúde britânico, levou o Governo daquele país a anunciar novas medidas para diminuir a gravidez na adolescência, que apresenta os valores mais altos na Europa. Até porque a redução desses números para metade significaria menos 100 mortes de bebés por ano. Uma das metas do executivo de Tony Blair é diminuir a taxa de mortalidade infantil. Em 1999, registaram-se na Grã-Bretanha 3128 mortes infantis, 423 das quais de filhos de adolescentes.
 

 

Ver mais em: Publico
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar