Má qualidade do sono entre os estudantes universitários

Estudo da Universidade do Minho

18 março 2010
  |  Partilhar:

Um estudo que analisou a qualidade do sono na população estudantil da Universidade do Minho verificou que 64,8% dos estudantes minhotos apresentam má qualidade do sono, e 38% avaliam a sua qualidade de sono como má ou muito má.

 

O trabalho da investigadora Elisa Lopes, finalista do curso de Medicina, concluiu que "a qualidade do sono está associada ao consumo de tabaco e de bebidas com cafeína, bem como ao grau de satisfação com as classificações académicas e à adaptação às exigências do curso".

 

O estudo teve por base a análise das respostas recolhidas através de um questionário online, sendo a amostra constituída por 754 participantes, de ambos os sexos e diversos cursos.

 

"A baixa satisfação com a rede de apoio social e a baixa satisfação com a vida” podem provocar má qualidade do sono, é afirmado no comunicado, citado pela agência Lusa, frisando que 10% dos inquiridos referem já ter recorrido a ajuda especializada.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.