"Lutar até Viver"

Livro conta realidade do transplante hepático pediátrico

09 dezembro 2009
  |  Partilhar:

Foi editado recentemente o livro "Lutar até Viver" que reúne o testemunho de esperança de uma família confrontada com a doença hepática grave do filho mais novo, que foi, entretanto, transplantado.

 

Escrito por Vítor Raimundo Martins, pai da criança, mas com a colaboração de todos os membros da família, o livro "é o testemunho impressionante do percurso de luta pela vida de uma criança, desde tenra idade gravemente doente", como escreve no prefácio o cirurgião Emanuel Furtado, um dos médicos que acompanhou a criança.

 

"É o relato das venturas e desventuras de quem passa meses no ambiente hospitalar, acompanhando um filho com doença hepática terminal, com notável expressão simultaneamente da realidade factual e do turbilhão de sentimentos e pensamentos que a acompanham", adianta o médico no prefácio.

 

Vitinho, como era tratado no Hospital Pediátrico de Coimbra (HPC) durante o internamento, foi transplantado com sete meses e tem, actualmente, seis anos feitos a 7 de Dezembro, tendo uma vida normal, igual à de outras crianças.

 

Vinte por cento das receitas do livro serão doadas à Hepaturix - Associação Nacional das Crianças e Jovens Transplantados ou com Doenças Hepáticas, a cuja assembleia-geral Vítor Raimundo Martins preside.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.