Luta contra o envelhecimento celular

Investigadores descobrem mecanismo natural de luta contra oxidantes

15 novembro 2002
  |  Partilhar:

Investigadores franceses descobriram um mecanismo essencial para lutar contra os oxidantes, moléculas responsáveis pelo envelhecimento e por certos cancros, anunciou o Comissariado para a Energia Atómica (CEA).
 

 

Todos os organismos vivos estão expostos à toxicidade dos oxidantes derivados do oxigénio que respiramos e cujos efeitos conduzem ao envelhecimento e a alguns tipos de cancro por oxidação progressiva das células.
 

Pela primeira vez, o mecanismo de detecção destes oxidantes pôde ser identificado num organismo modelo da célula humana, a levedura "Saccharomyces cerevisiae", anunciou o CEA.
 

 

Trata-se de um verdadeiro sistema de vigilância celular capaz de detectar a presença de oxidantes e de desencadear a produção de anti-oxidantes. Na ausência deste sistema de alerta, a toxicidade é tal que a célula é incapaz de sobreviver.
 

 

Este sistema inclui um detector, a proteína Orp1, capaz de ser activada na presença de concentrações muito baixas de oxidantes e que, através de uma reacção química específica, transmite um sinal a uma outra proteína, que desencadeia então o contra-ataque, ou seja, a produção de uma panóplia de moléculas anti-oxidantes.
 

 

Os trabalhos conduzidos pela equipa de Matthieu Toledano, do CEA, em Saclay (arredores de Paris), foram hoje divulgados na revista especializada Cell.
 

 

O oxigénio é essencial ao processo de respiração, fonte de energia celular. Na célula, transforma-se em dois oxidantes, o ião superóxido e o peróxido de oxigénio ou água oxigenada.
 

 

Capazes de destruírem todas as estruturas celulares quando a sua concentração é elevada, os dois oxidantes estão na origem de cancros e de lesões patológicas observadas durante o processo de envelhecimento.
 

Este sistema de vigilância descoberto na levedura também existe no homem, apesar de até agora ser apenas conhecido entre as bactérias.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.