Lúpus Eritematoso Severo responde a combinação farmacológica

Estudo publicado nos Annals of the Rheumatic Diseases”

26 março 2008
  |  Partilhar:

As pessoas que sofrem de Lúpus grave (Lúpus Eritematoso Sistémico ou LES) e que não melhoram com o tratamento convencional podem beneficiar de uma combinação de fármacos, de acordo com um estudo publicado nos “Annals of the Rheumatic Diseases”.
 

 

Trata-se da combinação do imunomodulador rituximab, que ataca as células B do sistema imunitário, e o antineoplásicos ciclofosfamida.
 

 

A equipa, liderada por Ronald F. van Vollenhoven, do Hospital Universitário do Instituto Karolinska, em Estocolmo, Suécia, analisou 16 mulheres que não respondiam à terapia convencional e que tinham recebido perfusões semanais de rituximab durante quatro semanas. A primeira e a última perfusões foram combinadas com ciclofosfamida e um esteróide.
 

 

Após seis messes de estudo, os investigadores verificaram uma redução de 50% da gravidade da doença em 13 pacientes.
 

 

A equipa destacou que, apesar de os resultados não terem sido verificados em três pacientes, os dados sugerem que “a combinação de rituximab e ciclofosfamida pode ser uma nova alternativa terapêutica para os pacientes com LES grave que não respondem ao tratamento convencional".
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.