Longevidade dos pais e os riscos Cardiovasculares

Estudo publicado na “Archives of Internal Medicine”

16 março 2007
  |  Partilhar:

 

Os filhos de pais que vivem mais anos podem ter menos riscos de Doenças Cardiovasculares quando atingem a maturidade, segundo um estudo, financiado pelo National Institutes of Health (NIH) dos EUA.
 

 

As pessoas cujos pais vivem até aos 85 anos ou mais, podem correr menos riscos cardíacos, concluíram investigadores da escola de medicina da Boston University, num estudo publicado na revista dos “Archives of Internal Medicine”.
 

 

Este estudo abrangeu 1.697 pessoas, dos dois sexos, com idades médias de 40 anos, e cujos pais tinham vivido pelo menos até aos 85 anos. Estes últimos tinham, por seu lado, participado numa investigação iniciada em 1948 entre os habitantes de Framingham, um pequena cidade de Massachussets, objecto de várias pesquisas médicas importantes sobre Cardiologia e Oncologia.
 

 

Os investigadores compararam os factores de riscos Cardiovasculares dos sujeitos em que nenhum dos pais viveu até pelo menos aos 85 anos, ou cujos um deles ou os dois atingiu esta idade. Os riscos que são tomados em conta nesta investigação são a idade, o sexo, o tabagismo, o nível de educação, a tensão arterial, o Colesterol e o índice de massa corporal.
 

 

As conclusões gerais deste estudo mostram que o grupo com pais vivos até aos 85 anos sofre "claramente menos de Hipertensão arterial e de taxas elevadas de Colesterol do que o grupo em que um ou os dois pais morreram antes de atingir os 85 anos". As investigações precedentes tinham já demonstrado que os filhos de centenários viviam, em geral, mais tempo que a média da população. Esta investigação foi a primeira a estudar especificamente a ligação entre a longevidade dos pais e os riscos cardiovasculares, sublinham os autores.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.