Loção com enzima previne o cancro da pele

Testes preliminares realizados em pacientes com Xeroderma pigmentosum demostra a sua eficácia

25 março 2001
  |  Partilhar:

Uma enzima responsável pela activação da “reparação” do DNA foi inserida num creme para a pele, e administrada a doentes com Xeroderma pigmentosum revelando uma eficácia surpreendente na prevenção do cancro neste grupo de doentes.
 

 

Envelhecimento precoce da pele, hipersensibilidade ao Sol, basaliomas, carcinomas espinho-celulares, são algumas das complicações da doença rara conhecida pelo nome de Xeroderma pigmentosum. Nesta doença existe um defeito genético que altera os mecanismos de reparação do DNA normalmente presentes nas células cutâneas.
 

 

O Dr. Daniel Yarosh e colegas, de Freeport (EUA) realizaram um estudo prospectivo em 30 pacientes com esta doença rara, dividindo-os aleatoriamente em 2 grupos. Um recebeu uma loção com liposomas que continham a Enzima Endonuclease T4 (T4N5), uma das enzimas responsáveis pela “reparação do DNA”, enquanto que o segundo grupo (grupo controlo) recebeu uma loção idêntica mas sem nenhum princípio activo (placebo). O resultado: a taxa média do aparecimento de lesões pré-cancerosas foi menor em 68% no grupo que estava a experimentar a loção com a enzima T4N5 do que no grupo controlo.
 

 

Provavelmente esta proteína, ou outras enzimas “reparadoras do DNA”, poderão ser aplicadas num futuro próximo para tratar outros tipos de dermatoses ou evitar carcinomas da pele.
 

 

 

Fonte: Ärzte Zeitung
 

 

Adaptado por:
 

David Ferreira
 

MNI - Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.