Localizadas células estaminais na periferia da medula óssea

Estudo apresentado na Proceedings of the National Academy of Sciences

27 março 2006
  |  Partilhar:

 

Cientistas norte-americanos e japoneses descobriram que as células estaminais proliferam na periferia e não no corpo central da medula óssea.
 

 

Num artigo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, os cientistas afirmam que ao serem transplantadas, as células estaminais multiplicam-se e dão origem a células imunológicas ou de outro tipo.
 

 

A equipa de investigadores da Medical School at the University of Michigan, EUA, e da Universidade de Tsukuba (Japão) conseguiu localizar as células através de uma nova técnica que permitiu visualizá-las claramente. A técnica consistiu na inserção de um gene fluorescente tirado de uma medusa em dois genes que só existem nos glóbulos do sangue e isso fez com que as células estaminais brilhassem sob uma luz ultravioleta, explicaram os cientistas.
 

 

Até agora, a localização das células era difícil por só se poderem identificar através das proteínas ou marcadores que se encontram à sua superfície. Segundo os autores do estudo, as células não estão agrupadas por todo o corpo da medula óssea, como se julgava, mas nos seus bordos. A descoberta facilitará o enxerto dessas células para combater doenças como o cancro.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.