Lista de espera deve acabar em Fevereiro

123 cirurgias em atraso com fim à vista

12 outubro 2003
  |  Partilhar:

O Ministério da Saúde (MS) entende concluir a recuperação das 123 mil cirurgias em atraso contabilizadas em Junho de 2002 até fevereiro do próximo ano. A partir daí, segundo o ministro Luís Filipe Pereira, o objectivo será fazer com que «cada português não espere mais do que o tempo clinicamente aceitável».O governante aproveitou a presença na comissão parlamentar de Trabalho e Assuntos Sociais para apresentar mais dados actualizados do Programa Especial de Combate às Listas de Espera em Cirurgia (PECLEC), que arrancou em Novembro do ano passado. Até 31 de Agosto foram operados cerca de 70 mil das 123 166 pessoas que, até 30 de Junho de 2002, aguardavam por uma operação. Ritmo a que se soma agora a contratualização de 35 mil cirurgias com privados e que, segundo o MS, permite acreditar na conclusão do PECLEC dez meses antes dos dois anos inicialmente previstos.Quanto aos 95 mil doentes que, desde Julho de 2002, constituíram uma «outra lista de inscritos», o MS entende reafectar o PECLEC à sua eliminação. Para tal, conta com uma produção esperada de 45 mil cirurgias anuais, mais 20 mil realizadas nos sectores social e privado e o «esperado aumento de 12 a 15% da produtividade nos hospitais» públicos. Fonte: Jornal de Notícias

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.