Lisboetas consumem álcool em excesso
21 novembro 2001
  |  Partilhar:

Charneca, Lumiar e Marvila são as zonas da capital onde se verifica um excessivo consumo de álcool, num cenário em que a maioria das freguesias de Lisboa apresenta consumos diários médios ou médios altos, revela o estudo «Perfil de Saúde de Lisboa».
 

 

O estudo feito pela Escola Nacional de Saúde Pública e divulgado ontem, considera que existe uma relação entre consumo de álcool e horas de trabalho, tipo de alimentação e estado civil ou obesidade e nível escolar.
 

 

Segundo o estudo, quase metade (48,6 por cento) da população
 

masculina inquirida é consumidora de álcool.
 

 

Entre estes, 49,8 por cento consome em excesso. Já 63,2 por cento das mulheres consomem em excesso.
 

 

Para analisar a situação da toxicodependência, o perfil
 

concluiu que há um aumento de consumidores e que os jovens começam a experimentar drogas cada vez mais cedo.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.