Linha SOS Voz Amiga em risco de fechar

Serviço recebe mais de cinco mil chamadas por ano

07 fevereiro 2008
  |  Partilhar:

A linha SOS Voz Amiga, que visa prevenir o suicídio, deixou de receber o subsídio de dez mil euros atribuído pelo Ministério da Saúde, após revogação de uma portaria, em 2006, facto que coloca a continuidade do serviço em risco.
 

 

O referido subsídio, conjuntamente com um outro de mais baixo valor do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social – em falta como o de 2007 –, é praticamente o único meio de subsistência da SOS Voz Amiga, destinada a suportar as despesas fixas com a renda de casa, com a empresa que efectua a contabilidade e com os técnicos de saúde mental (um psiquiatra e uma psicóloga) que supervisionam o serviço.
 

 

O Centro SOS Voz Amiga nasceu em 1978 e foi a primeira linha telefónica de ajuda em Portugal, tendo atendido até hoje milhares de pessoas com apelos causados pela solidão, doença, ruptura nas relações familiares, toxicodependência e maus-tratos. Só no ano passado, esta linha recebeu 5.083 chamadas de pessoas com problemas.
 

Este tipo de serviço existe em todo o mundo e funciona com voluntários não profissionais.
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.