Limitação de prescrição de cuidados respiratórios domiciliários

Ordem dos médicos pede suspensão

03 outubro 2012
  |  Partilhar:

A “imediata suspensão” de uma circular normativa emitida pela ARS/Norte que limita a prescrição de cuidados respiratórios domiciliários a consultas de especialidade hospitalar foi defendida pelo Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médicos.
 

“Facilmente se compreende que se trata de mais uma iniciativa iníqua, contrária aos princípios fundamentais do Serviço Nacional de Saúde e que penaliza os doentes que não têm possibilidade de recorrer ao setor privado. A longo prazo, será também lesiva do bom funcionamento das consultas hospitalares de especialidade, uma vez que os tempos de espera médios tenderão a subir exponencialmente”, afirma.
 

Em comunicado, ao qual a agência Lusa teve acesso, a Ordem dos Médicos explica que a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS/Norte) emitiu um parecer onde limita a prescrição de cuidados respiratórios domiciliários de Oxigenoterapia, Aerossolterapia e Ventiloterapia a consultas de especialidade hospitalar.
 

“Esta medida impede que os médicos especialistas em Medicina Geral e Familiar, responsáveis pela primeira linha de atuação no Serviço Nacional de Saúde, continuem a prescrever alguns dos meios complementares de diagnóstico e terapêutica a doentes com problemas respiratórios crónicos”, acrescenta.
 

Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médicos refere que, segundo a Direção Geral de Saúde, as doenças respiratórias crónicas constituem uma das principais causas de morbilidade e mortalidade em Portugal, com uma prevalência muito elevada.
 

Assim, entende que o que a ARS/Norte determina, com esta medida, é que “uma enorme fatia da população que é diariamente afetada por problemas respiratórios permanentes tenha de recorrer sempre a um médico especialista, em unidade hospitalar, sujeitando-se a todas as complicações decorrentes dos tempos de espera para consultas”, acrescentou
 

Por estas razões, o Conselho Regional do Norte da Ordem dos Médicos recomenda, “de imediato, a suspensão da aplicação da Circular Normativa emitida pela ARS Norte, em defesa do superior interesse dos doentes”.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.