Limão pode evitar gravidez e Sida?

Tese é criticada por cientistas mundiais que alertam para os riscos

13 outubro 2002
  |  Partilhar:

Afinal, o limão não serve só para fazer limonada...Segundo um grupo de cientistas australianos, liderado pelo médico Roger Short, acredita ter descoberto um uso revolucionário para o sumo de limão. Tudo porque, apontam os investigadores, o sumo do citrino é um eficaz contraceptivo e também poderá servir para matar o vírus da Sida.
 

 

Short, que trabalha na Universidade de Melbourne, disse que algumas gotas do sumo de limão podem ser uma solução barata e simples para as mulheres. O sumo pode ser espremido para uma pequena esponja ou algodão, que seria colocado dentro da vagina antes das relações sexuais.
 

 

«Sem fundamento»
 

 

No entanto, vários especialistas já criticaram a notícia alegando não existir nenhuma prova científica da possível eficácia, além dos múltiplos riscos que pode acarretar.
 

 

O especialista britânico Julian Meldrum disse à revista «New Scientist» que a eficácia dos ácidos é conhecida há anos, mas «são incertos os danos que eles causam à vagina e ao útero».
 

 

E acrescenta: «Se a acidez mata o vírus, ela também mata o tecido da vagina», além de promover inúmeras doenças, tais como a candidíase de repetição.
 

 

 

Em entrevista à televisão Australian Broadcasting, o líder da investigação fez questão de recordar que o uso do sumo do limão para prevenir a gravidez era uma prática comum durante a Idade Média – inclusive pelo notório sedutor Casanova –, mas esquecido pela Medicina moderna.
 

 

«Há cerca de 300 anos, as mulheres mediterrâneas usavam o sumo do limão como seu principal método contraceptivo», disse Short.
 

 

Short, no entanto, não perde a noção das limitações e apontou à comunicação social que, apesar dos testes em laboratório – os quais mostraram uma acção muito eficaz contra a imobilização do esperma humano e também muito eficaz em matar o HIV – mais testes em humanos serão necessários até poder ser usado com eficácia e segurança.
 

 

No entanto, especialista contactados pela BBC afirmam que, na verdade, «a acidez pode combater o HIV, mas pode também danificar o tecido vaginal e criar um ponto de entrada para o vírus».
 

 

Caso as experiências futuras comprovem a eficácia, este método pode ser a arma contra o vírus da sida. « Os citrinos são frutas facilmente encontradas em países pobres, onde há dificuldades da população em usar métodos anticoncepcionais, em parte devido a questões económicas», acrescentou o médico.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.