Licença de maternidade vai ser alargada para as 20 semanas

Parlamento Europeu aprova proposta

25 outubro 2010
  |  Partilhar:

O Parlamento Europeu aprovou, na semana passada, a extensão do período de licença de maternidade na União Europeia das 14 para as 20 semanas.

 

O relatório aprovado  visa modificar uma directiva de 1992, que estabelece em 14 semanas o limite mínimo para a licença de maternidade. No entanto, o Parlamento Europeu ainda terá de negociar com os governos da União o compromisso final que culminará então em lei. É também vontade dos eurodeputados que a licença de paternidade passe a ser de, pelo menos, duas semanas.

 

Para a eurodeputada Edite Estrela e autora da proposta, citada pelo “Jornal Económico”, “as 20 semanas são um período de tempo adequado para ajudar as mulheres a recuperar do parto, encorajar a amamentação e permitir o estabelecimento de laços sólidos entre a mãe e a criança”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 1 Comentar