Levedura capaz de reciclar detritos do açúcar e eliminar etanol
27 maio 2002
  |  Partilhar:

Uma equipa internacional de investigadores isolou uma levedura, "Candidas utilis", capaz de reciclar o bagaço da cana-de- açúcar e de limitar as emissões de etanol, um composto orgânico volátil poluente produzido pelas destilarias de álcool.
 

 

A descoberta foi realizada por cientistas do Instituto francês de Investigação para o Desenvolvimento (IRD), em colaboração com investigadores do Instituto Cubano de Investigação sobre os Derivados da Cana de Açúcar (ICIDCA) e da Universidade Autónoma Metropolitana (UAM, México).
 

 

Os cientistas desenvolveram em laboratório um método de tratamento biológico eficaz e pouco dispendioso que poderá ser aplicado à escala industrial em países tropicais produtores de açúcar e álcool.
 

 

A levedura utilizada permite não só degradar importantes quantidades de etanol mas também, ao enriquecer o bagaço com proteínas, converter este desperdício num alimento equilibrado para o gado.
 

 

A indústria do açúcar produz duas toneladas de bagaço de cana-de-açúcar (uma espécie de palha) por cada tonelada de açúcar refinado.
 

 

Por outro lado, as destilarias de álcool, muitas vezes associadas à produção de açúcar de cana, emitem grandes quantidades de compostos voláteis mais ou menos nocivos para o ambiente, como o etanol.
 

 

Os cientistas desenvolveram um sistema de bio-filtragem que permite eliminar o etanol libertado pelas destilarias, utilizando o bagaço da cana-de-açúcar como suporte.
 

 

O procedimento consiste em fazer passar o gás poluente através de um meio poroso onde são fixados microorganismos previamente seleccionados pela sua capacidade de degradação dos compostos.
 

 

Em seguida, a levedura é cultivada numa cuba directamente sobre o bagaço lavado e esterilizado.
 

 

A Candida utilis é capaz de eliminar por este processo até 250 gramas de etanol por hora.
 

 

Eficaz para despoluir o ar de moléculas simples como o etanol, a levedura permite também transformar os detritos da indústria do açúcar em alimentos para o gado.
 

 

Ao desenvolver-se no bagaço da cana-de-açúcar graças ao etanol, a levedura, naturalmente rica em proteínas, enriquece o bagaço.
 

 

Desta forma, este detrito torna-se um alimento equilibrado que pode ser utilizado como forragem.
 

 

O processo de biofiltração de etanol pela levedura Candida utilis deverá ser agora estudado em grande escala e depois ao nível industrial.
 

 

Se tudo correr bem, o procedimento poderá ser depois aplicado em países tropicais que produzem grandes quantidades de açúcar ou álcool, como Brasil, Cuba, México ou Îndia.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.