Lesmas do mar podem ser úteis na luta contra o cancro

Estudo inédito arranca no Algarve

06 janeiro 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

O uso de substâncias químicas produzidas por lesmas marinhas no fabrico de medicamentos pode ser a grande esperança na luta contra o cancro, de acordo com um projecto inédito a ser desenvolvido no Algarve.
 

 

As lesmas-do-mar, pequenos moluscos coloridos aparentados com os búzios e as lapas e que produzem substâncias químicas com potencial farmacológico, podem estar prestes a apontar aos investigadores científicos o caminho de novos anti-cancerígenos, anti-inflamatórios e analgésicos.
 

 

O estudo do Instituto Português de Malacologia (IPM), que se dedica ao estudo dos moluscos, visa aprofundar o conhecimento sobre o ciclo de vida destes organismos marinhos e desenvolver técnicas de cultivo.
 

 

O projecto está a ser coordenado pelo biólogo Gonçalo Calado, presidente do IPM, cuja sede está instalada no Zoomarine, em Albufeira, Algarve.
 

 

O projecto de aquacultura de lesmas marinhas, que valeu a Gonçalo Calado o Prémio Milénio Sagres/Expresso 2002, arrancou em Março deste ano e tinha duração prevista de um ano, mas o seu financiamento foi prolongado pelo menos até Setembro do próximo ano.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.