Leptina ajuda a curar feridas

Esta hormona reguladora do apetite revela novas propriedades

28 março 2001
  |  Partilhar:

Cientistas alemães do Departamento de Farmacologia do Hospital Universitário de Frankfurt descobriram que uma hormona normalmente implicada na regulação do apetite, diminui o tempo de cicatrização de uma lesão cutânea.
 

 

O farmacologista Josef Pfeilschifter divulgou que experências em ratinhos de laboratório demonstram inequivocamente que feridas tratadas topicamente com a hormona Leptina demoram menos 30% a cicatrizar do que feridas não tratadas com esta substância.
 

 

A Leptina é uma hormona que atinge o seu pico de produção após as refeições sendo um dos mecanismos responsáveis pela sensação de satisfação depois de termos ingerido comida. Uma alteração na produção desta hormona pode induzir o aparecimento de obesidade, por isso o campo de investigação com esta hormona estava reduzido a experiências para a descoberta de um possível tratamento da obesidade humana. Mas até ao actual momento esse caminho tem-se revelado infrutífero.
 

 

A equipa de investigadores de Frankfurt descobriu uma nova aplicação para esta hormona, isto é, a Leptina também estimula a formação de novos vasos sanguíneos nas feridas acelerando o processo de cura destas. Em ratinhos que não produziam Leptina o processo de cicatrização de uma ferida cutânea demorava normalmente 6 a 8 semanas, se estes roedores fossem tratados com a hormona em falta o mesmo tipo de ferida cicatrizava em apenas 2 semanas. Em ratos “normais” a aplicação tópica desta hormona reduzia o tempo de cura em 30%.
 

 

O objectivo imediato deste grupo de investigadores, ligados à area da saúde, é iniciarem no mais curto espaço de tempo testes em seres humanos.
 

 

Fonte: Net Doktor
 

 

Adaptado por:
 

David Ferreira
 

MNI - Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.