Leite pode provocar excesso de peso

Estudo lança alertas a crianças e adolescentes

04 julho 2005
  |  Partilhar:

 

 

Embora as crianças sejam incentivadas a beber bastante leite, um estudo publicado recentemente sugere que, quanto mais leite bebem, mais gordas serão. E que o leite desnatado é, nesse caso, pior do que o integral.
 

 

Segundo um estudo norte-americano feito com mais de 12 mil crianças, com idades entre nove e 14 anos, refere que as que consumiram mais leite pesavam mais do que os que consumiam menos. Deste modo, diz um artigo publicado na revista Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine , as crianças que mais leite beberam são as que ganharam mais peso.
 

 

Mas houve uma descoberta surpreendente que contraria crenças antigas, até mesmo enraizadas entre os especialistas. De acordo com a líder do estudo, Catherine Berkey, «ao contrário da nossa hipótese, o leite desnatado e o leite com um por cento de gordura foram associados ao ganho de peso. Mas a gordura dos lacticínios, não».
 

 

O quadro pode ser decorrente do facto de os adolescentes consumirem leite com pouca gordura de forma mais despreocupada. Por isso, pode ser que não seja o leite em si, mas as calorias que o leite contém, as responsáveis pelo ganho de peso.
 

 

Um copo de 225 mililitros de leite normal possui 150 calorias, o de leite com um por cento de gordura, 100 calorias, e o leite desnatado, 85 calorias. «A mensagem a ser incorporada aqui é que as crianças não devem ingerir leite como uma forma de perder peso ou de tentar controlar o peso», disse Berkey. Estima-se que cerca de 16 por cento das crianças norte-americanas tenham excesso de peso.
 

 

Walter Willett, da Escola de Saúde Pública de Harvard, que também trabalhou no estudo, disse às agências internacionais estar preocupado com o grande número de publicidades envolvendo o leite. «A bebida básica deveria ser a água», justificou Willett, acrescentando que «em muitas partes do mundo, as crianças não bebem leite de nenhum tipo e todas acabam por ter ossos saudáveis.»
 

 

Um estudo publicado na revista Pediatrics mostrou que a prática de exercício físico é pelo menos tão importante quanto o consumo de comidas ricas em cálcio para a fortificação dos ossos. Segundo Willett, os vegetais de folhas verdes e outras comidas são alimentos ricos em cálcio que os norte-americanos não consomem.
 

 

A equipa de Willett acompanhou 12.829 crianças, com idades entre 9 e 14 anos em 1996, até 1999. As crianças preencheram com regularidade questionários sobre os seus hábitos alimentares e estilo de vida.
 

 

As crianças que beberam mais de três copos de leite por dia apresentavam probabilidades 25 por cento maiores de terem problemas de excesso de peso, ao contrário daquelas que consumiram dois ou três copos da bebida por dia.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.