Leite materno mata VIH e bloqueia transmissão oral

Estudo publicado na “PLoS Pathogens”

19 junho 2012
  |  Partilhar:

O leite materno mata o VIH e bloqueia a sua transmissão oral em ratinhos humanizados, dá conta um estudo publicado na “PLoS Pathogens”.

 

Mais de 15% das novas infeções por VIH ocorrem em crianças, sem tratamento apenas 65% das crianças infetadas com este vírus consegue completar um ano de idade e menos de metade chega aos dois anos. Apesar de ser atribuído ao leite materno um número significativo destas infeções, maioria das crianças amamentadas não estão infetadas, apesar da exposição prolongada e repetida.

 

Para analisar este paradoxo os investigadores da University of North Carolina School of Medicine, nos EUA, desenvolveram ratinhos humanizados tendo introduzido tecido da medula óssea, fígado e do timo humano em ratinhos sem sistema imunitário. Estes animais tinham um sistema imunitário humano funcional e poderiam ser infetados com VIH da mesma forma que os humanos.

 

Os investigadores começaram por verificar que a cavidade oral e o trato digestivo superior tinham as mesmas células que afetam a transmissão oral do VIH, tendo posteriormente infetado os animais através destas vias. Contudo, quando administraram leite materno de uma mulher VIH-negativo o vírus não era transmitido.

 

“Estes resultados são muitos importantes, pois mostram que o leite materno consegue impedir completamente a transmissão oral das duas formas de VIH encontradas no leite materno de mulheres infetadas, ou seja, partículas virais e células infetadas”, revelou, em comunicado de imprensa, a líder do estudo, Angela Wahl.

 

Por último, os investigadores estudaram a eficácia da profilaxia de pré-exposição com fármacos antirretrovirais. Estudos anteriores realizados pela mesma equipa de investigação tinham já demonstrado que este tipo de tratamento era eficaz contra a transmissão intravenosa, vaginal e retal do HIV, nestes ratinhos. Neste estudo os animais receberam, durante sete dias, tratamento antirretroviral tendo os cientistas verificado 100% de proteção contra a transmissão do vírus.

 

Estes últimos resultados fornecem assim importantes pistas para o desenvolvimento de tratamentos alternativos, que poderiam ser utilizados na prevenção da transmissão. Um dos autores do estudo, J. Víctor García, conclui que “compreender como se transmite o VIH nas crianças, apesar dos efeitos protetores do leite, pode ajudar a impedir a disseminação da SIDA”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.