Lei da Reprodução Assistida aprovada em Espanha

Igreja e conservadores criticam normativa

14 maio 2006
  |  Partilhar:

O Congresso de Deputados espanhol aprovou na semana passada, com os votos contra do Partido Popular, a lei de reprodução assistida que permite a selecção genética de embriões com fins terapêuticos, proibindo a clonagem humana com fins reprodutivos.
 

 

A selecção genética autorizada permite que células de crianças sãs, nascidas mediante reprodução assistida, possam ser transplantadas para outros, como por exemplo um irmão, para salvar a vida deste e sem qualquer dano para o doador.
 

 

Tanto a Igreja como o Fórum Espanhol da Família (FEF), uma organização conservadora da sociedade civil, considerou a lei "um enorme retrocesso" que pela primeira vez "submete o embrião à manipulação". "Esta lei representa um enorme retrocesso por subordinar a vida do embrião a meros interesses económicos e de manipulação", disse o vice-presidente da FEF, Benigno Blanco.
 

 

Fontes: Lusa e Diário de Notícias
 

MNI- Médicos na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.