Leguminosas melhoram controlo glicémico e reduzem risco de doença coronária

Estudo publicado nos “Archives of Internal Medicine”

26 outubro 2012
  |  Partilhar:

O consumo de feijão, lentilhas, grão-de-bico e outras leguminosas ajuda a melhorar o controlo glicémico e reduzem risco de doença coronária em pacientes com diabetes tipo 2, sugere um estudo publicados nos “Archives of Internal Medicine”.
 

Os investigadores da University of Toronto, no Canadá, explicaram que os alimentos com baixos níveis glicémicos já tinham sido previamente associados com um melhor controlo glicémico nos pacientes com diabetes tipo 2. Contudo, neste estudo os investigadores propuseram-se a quantificar este benefício.
 

Os investigadores contaram com a participação de 121 indivíduos com diabetes tipo 2 para determinar qual o efeito do consumo de uma maior quantidade de leguminosas no controlo glicémico, bem como na quantidade de lípidos no sangue e pressão arterial.
 

Os participantes foram divididos em dois grupos distintos: um grupo foi encorajado a ingerir mais leguminosas, pelo menos uma chávena por dia durante três meses e o segundo grupo foi convidado a consumir mais fibras insolúveis ou seja cereais integrais durante o mesmo período de tempo.

O estudo apurou que o consumo de cerca de uma chávena, cerca de 190 gramas, de leguminosas por dia contribuía eficazmente na redução do índice glicémico e reduzia a doença coronária, através da diminuição da pressão arterial.
 

Os investigadores constataram que os indivíduos incluídos no grupo das leguminosas apresentaram uma diminuição dos níveis de hemoglobina glicada (uma ferramenta útil de controlo dos índices glicémicos) em cerca de 0,5%. Contrariamente, os participantes que ingeriram maiores quantidades de cereais integrais obtiveram um aumento de 0,3% nos níveis de hemoglobina glicada. Foi ainda verificado que, em comparação com este grupo, o das leguminosas obteve uma maior diminuição nos valores da pressão arterial.
 

Os autores do estudo concluem que estes resultados que associam o consumo de leguminosas com um melhor controlo glicémico e redução de doença coronária são particularmente importantes pois a diabetes tipo 2 está a aumentar rapidamente nas populações em que o consumo de feijão tem sido tradicionalmente elevado.  
 

Incentivar o consumo destes alimentos, juntamente com a sua reintrodução na dieta ocidental, pode, portanto, ser justificado, mesmo que o efeito na glicemia seja relativamente baixo, tendo em conta a dimensão do problema e também dos benefícios cardiovasculares.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.