Legumes e fruta: cinco por dia são suficientes

Estudo publicado em “thebmj.com”

22 agosto 2014
  |  Partilhar:

O consumo de uma quantidade diária superior a cinco porções de fruta e legumes parece não exercer qualquer impacto no risco de morte por qualquer causa, atesta um estudo recente.


Foi já determinado que o consumo diário de fruta e legumes desempenha um importante papel na redução do risco de morte por múltiplas doenças, incluindo as doenças cardiovasculares. No entanto, têm havido divergências relativamente à quantidade destes alimentos que se deve consumir diariamente. Alguns países recomendam cinco porções diárias, sendo que outros sobem a fasquia para sete, por exemplo.


O estudo conduzido por uma equipa baseada nos EUA e China, efetuou uma meta-análise de 16 estudos de coorte que envolviam 833.234 participantes, dos quais 56.423 morreram durante o período de acompanhamento do estudo. Foram feitos todos os ajustes relativos à forma como tinham sido concebidos os estudos, bem como qualidade dos dados.


A análise determinou uma associação entre um maior consumo de frutas e legumes e uma redução significativa no risco de morte por todas as causas, particularmente doenças cardiovasculares.


Foi observada uma redução de cerca de 5% no risco de morte por todas as causas e uma diminuição média de 4% no risco de morte por doenças cardiovasculares por cada porção adicional de fruta ou legumes consumida. No entanto, as porções superiores a cinco não demonstraram exercer os efeitos benéficos assinalados sobre o risco de morte.


O mesmo se aplicou para o risco de cancro. O consumo de mais de cinco porções de fruta e legumes não revelou diminuir o risco daquela doença. Os autores consideram ser necessária mais investigação sobre os diferentes tipos de cancro e o papel desempenhado por diferentes grupos de fruta e legumes sobre a mortalidade por diversas causas.


Embora sustentem serem necessários mais estudos para confirmar que são cinco porções as necessárias para reduzir a mortalidade, os autores consideram que “os resultados suportam as recomendações atuais que apontam para o aumento do consumo de fruta e legumes para promover a saúde e a longevidade”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.