Legalização da Eutanásia defendida por 39% dos oncologistas

Estudo da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto

24 junho 2007
  |  Partilhar:

 

Trinta e nove por cento dos médicos oncologistas portugueses defendem a legalização da Eutanásia, revela um estudo divulgado pelo Serviço de Bioética e Ética Médica da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP).
 

 

O estudo foi feito pelo médico Ferraz Gonçalves, pioneiro dos cuidados paliativos em Portugal, no âmbito da tese de mestrado "A boa morte: Ética no fim da vida", que defendeu com sucesso na semana passada na FMUP.
 

 

Ferraz Gonçalves enviou inquéritos a 500 médicos oncologistas portugueses, tendo recebido cerca de 200 respostas, 39% das quais favoráveis à legalização da Eutanásia.
 

 

Fonte: Diário de Notícias
 

MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.