Laboratórios avançam com pílula para homens

Schering e Akso Nobel unem esforços para criar contraceptivo

22 novembro 2002
  |  Partilhar:

A empresa alemã Schering e a rival holandesa Akso Nobel, anunciaram, na quinta-feira, que vão juntar esforços no sentido de criar uma pílula de controlo contraceptivo para homens. As duas companhias acreditam ter encontrado uma maneira viável de criar uma pílula masculina, que esperam poder vender, tanto na Europa como nos Estados Unidos, dentro de cinco ou sete anos.
 

 

«A possibilidade de um controlo de fertilidade hormonal para homens vai aumentar a escolha de contraceptivos disponíveis para os casais», afirmou um dos responsáveis da Schering Werner-Karl Raff.
 

 

A criação de uma pílula masculina é muito mais complexa do que a pílula feminina, uma vez que, em média, os homens produzem cerca de mil espermatozóides por minuto, enquanto as mulheres produzem apenas um óvulo em cada ciclo de ovulação.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar