Juntas Médicas: Clínicos com formação específica em Segurança Social e Seguros

Ordem dos Médicos vai ajudar na alteração de legislação

05 julho 2007
  |  Partilhar:

 

 

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Pedro Nunes, defendeu esta semana que as Juntas Médicas devem ser integradas apenas por profissionais de saúde, que deverão receber formação específica em Medicina da Segurança Social e Seguros.
 

 

"É preciso criar uma competência, uma área específica de saber com critérios uniformes para os médicos que integram as Juntas Médicas, porque até aqui qualquer médico pode ser contratado para uma Junta Médica", disse Pedro Nunes. Por outro lado, o bastonário considera "inaceitável" a presença de indivíduos não médicos nas juntas, uma situação comum nas Juntas Médicas da polícia e dos militares, e até há pouco na Assistência na Doença aos Servidores do Estado (ADSE), e prometeu que a Ordem vai continuar a trabalhar no sentido de levar o Parlamento a alterar a legislação sobre esta matéria.
 

 

A posição da Ordem dos Médicos surge depois de, no último mês, terem sido noticiados na comunicação social dois casos extremos de professores, doentes com Leucemia e Cancro na Laringe, que foram reenviados de volta às escolas onde leccionavam pelas Juntas Médicas que os avaliaram. Os professores acabaram por morrer no activo.
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.