Júlio de Matos e Miguel Bombarda fundidos no Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa

Portaria publicada em Diário da República

29 outubro 2007
  |  Partilhar:

 

Os hospitais psiquiátricos Júlio de Matos e Miguel Bombarda passaram a estar fundidos no Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa, com um conselho de administração único, segundo uma portaria publicada em Diário da República.
 

 

O regulamento interno do novo Centro Hospitalar deve ser elaborado e submetido à aprovação do ministro da Saúde dentro de quatro meses. Até à nomeação dos membros do conselho de administração do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa mantêm-se em gestão corrente os membros dos conselhos de administração do Miguel Bombarda e do Júlio de Matos.
 

 

A Comissão Nacional para a Reestruturação dos Serviços de Saúde Mental tinha recomendado ao Governo fechar três hospitais psiquiátricos: o Miguel Bombarda, o hospital do Lorvão e o Centro Psiquiátrico de Recuperação de Arnes, ambos na região de Coimbra. A Comissão propôs ainda a progressiva descentralização dos serviços de saúde mental, que deverão estar cada vez mais acessíveis nos hospitais gerais.
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.