Jovens que bebem álcool são mais infelizes
05 maio 2002
  |  Partilhar:

Os jovens que já experimentaram álcool, bem como os consumidores regulares e abusivos apresentam um perfil de afastamento em relação à família, à escola e ao convívio com os colegas em meio escolar. Simultaneamente, admitem envolver-se com maior frequência em situações de violência na escola, reconhecem consumir mais tabaco e outras drogas ílicitas e afirmam-se menos felizes, referindo igualmente com maior frequência sintomas de mal estar físico e psicológico. Em síntese, estes são os principais resultados do estudo mais recente sobre consumo de álcool entre os jovens - um inquérito conduzido por investigadores da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade Técnica de Lisboa junto de 6903 jovens dos 6.º, 8.º e 10.º anos de 191 escolas de todo o país.
 

 

Uma parte significativa dos jovens inquiridos (71 por cento) já tinham experimentado álcool, ainda que apenas 12 por cento destes tivessem admitido ser consumidores regulares (o que significa que bebem cerveja, vinho ou bebidas espirituosas uma vez por semana ou mais). Por outro lado, os consumidores abusivos (os que se embriagaram duas vezes ou mais, 11 por cento do total) são consumidores habituais com maior frequência. E se os rapazes, particularmente os mais velhos, parecem ser aqueles para quem se torna mais difícil resistir à tentação de experimentar bebidas alcoólicas, é preciso destacar que, no conjunto dos consumidores regulares de bebidas alcoólicas, quase 40 por cento tinha 15 anos e 13,5 tinha apenas 13 anos.
 

 

O inquérito integra-se num vasto estudo colaborativo da Organização Mundial de Saúde sobre o comportamento dos jovens em idade escolar, com o objectivo de comprender os estilos de vida dos adolescentes e os hábitos relacionados com a saúde e o risco. Realizado de quatro em quatro anos por uma rede europeia de profissionais de saúde, conta com a participação de Portugal, desde 1994, através da equipa do projecto Aventura Social e Saúde da Faculdade de Motricidade Humana.
 

 

Veja mais no :Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.