Jogos electrónicos tornam pessoas mais rápidas a tomar decisões

Estudo publicado no “Current Biology”

23 setembro 2010
  |  Partilhar:

O cérebro dos jogadores de jogos electrónicos de acção é mais eficaz a processar as informações visuais e auditivas e, portanto, a atingir mais rapidamente a quantidade de informação de que necessita para tomar uma decisão.

 

No estudo, publicado na edição online do “Current Biology”, os investigadores analisaram dezenas de jovens, com idades entre os 18 e 25 anos, que não eram jogadores regulares de jogos electrónicos, quer sejam de computador ou de consolas. Os voluntários foram divididos em dois grupos: o primeiro jogou durante 50 horas jogos populares de acção, como “Call of Duty 2” e “Unreal Tournament”, e o segundo jogou durante o mesmo tempo, mas um jogo estratégico e mais lento, o “The Sims 2”.

 

Após o período de treino, os participantes foram submetidos a testes, nos quais lhes foi solicitado que respondessem às questões o mais rapidamente possível. Os investigadores testaram os jovens colocando-os frente a um ecrã, enquanto respondiam a questões simples sobre as imagens apresentadas. Para que não se limitassem apenas à percepção visual, os voluntários tinham de resolver tarefas que também envolvessem a audição.

 

Os resultados indicaram que aqueles que treinaram com jogos de acção foram até 25% mais rápidos do que os outros para chegar à mesma resposta. Apesar de mais rápidos, acertaram tantas questões quanto os que praticaram com o jogo de estratégia.
Segundo um dos autores do estudo, Daphne Bavelier, da University of Rochester, em comunicado enviado à imprensa, explicou que as pessoas tomam decisões com base em probabilidades que estão constantemente a ser calculadas e refinadas nos seus cérebros, num processo denominado “inferência probabilística”.

 

Segundo o cientista, os jogadores de jogos de acção são tão eficazes quanto os restantes, mas mais rápidos do que os demais. “Eles tomam mais decisões correctas por unidade de tempo. Se for um cirurgião ou estiver no meio de um cenário de guerra, este facto pode fazer toda a diferença."

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.