Jogadores ocupam lugar no campo segundo a família

Atacantes e goleadores têm diferente número de irmãos

07 janeiro 2004
  |  Partilhar:

O número de irmãos de um jogador de futebol pode influenciar na posição que ocupa em campo.
 

Segundo o estudo do St. George''s Hospital, em Londres, os goleadores em geral têm no máximo um irmão ou irmã, enquanto os atacantes têm mais irmãos. «Um dos motivos para que os goleadores venham de uma família pequena é que essas crianças passam o tempo todo em evidência e fazem tudo individualmente», explicou o pediatra Michael Perkin à revista especializada British Medical Journal.
 

Perkin acredita que uma criança filha única pode desenvolver-se fisicamente de uma maneira diferente, o que lhe daria uma altura mais adequada para as posições de goleador e atacante.
 

«Já as crianças de famílias numerosas tendem a trocar mais de papéis, o que pode explicar o facto de a maioria dos jogadores que actuam no meio-campo e no ataque terem uma média de dois irmãos.»
 

O pediatra examinou a história familiar de 232 jogadores da terceira divisão inglesa, inspirado num outro estudo mais completo que descobriu que o tamanho da família pode influenciar na incidência de doenças respiratórias alérgicas.
 

Alguns dos jogadores mais famosos do mundo parecem comprovar a tese: o goleador inglês David Seaman tem apenas um irmão, enquanto Pelé é o mais velho de três filhos.
 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.