Japoneses desenvolvem primeiro globo ocular artificial
07 janeiro 2002
  |  Partilhar:

Pela primeira vez na história, cientistas japoneses conseguiram desenvolver, com sucesso, globos oculares artificiais, anunciou a agência de notícias Kyodo, este fim-de-semana.
 

 

Um grupo de investigadores, liderado pelo biólogo Makoto Asashima, professor da Universidade de Tóquio, cultivou os globos oculares em girinos, utilizando células retiradas de embriões de sapos.
 

 

"Considerando que os fundamentos básicos dos anfíbios é semelhante aos dos seres humanos, acho que essa descoberta ajudará que as pessoas com problemas oculares recuperem a visão no futuro", disse Asashima, segundo a agência Kyodo.
 

 

Sem rejeição
 

 

Após terem colocado “de molho”, numa solução especial, as diversas células diferenciadas de um embrião do sapo tipo Platanna, os cientistas transplantaram o globo ocular para um girino, cujo olho esquerdo tinha sido removido.
 

 

Uma semana depois do transplante, o grupo do professor Asashima verificou que o globo ocular do girino estava “ligado” aos nervos ópticos e que não houve nenhum tipo de rejeição.
 

 

Nova esperança
 

 

Este processo pioneiro pode contribuir para tratar pessoas que sofrem de problemas na vista, adiantam, desde já, os investigadores.
 

 

De acordo com Asashima, o processo pode possibilitar o desenvolvimento de novos tratamentos para os deficientes visuais. Os resultados da experiência ainda não foram comentados por outros especialistas mundiais.
 

 

Paula Pedro Martins
 

MNI - Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Classificações: 2Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.