IST lança licenciatura em engenharia biomédica em parceria com Faculdade de Medicina de Lisboa

Novo curso em 2001/2002

11 julho 2001
  |  Partilhar:

O primeiro curso em Portugal de Engenharia Biomédica vai ser lançado pelo Instituto Superior Técnico (IST), no próximo ano lectivo 2001/ 2002, em parceria com a Faculdade de Medicina de Lisboa.
 

 

A nova licenciatura em Engenharia Biomédica é coordenada pelo Departamento de Fisica do IST e vai criar os primeiros 25 profissionais portugueses capazes de participar nas áreas multidisciplinares das Ciências e Tecnologias Biomédicas Avançadas.
 

 

Considerado uma licenciatura transversal, por fornecer formação básica, rigorosa e científica em Física, Matemática, Biologia, Química, Ciências da Medicina e Engenharia, o novo curso beneficia da participação dos restantes departamentos do IST.
 

 

A licenciatura tem, assim, a característica única de abranger diversas áreas científicas e técnicas ligadas a sistemas biológicos e processos clínicos, dos modelos à medição quantitativa e monitorização.
 

 

Parceria da Faculdade de Medicina de Lisboa
 

 

A formação na área das Ciências Médicas é assegurada pela Faculdade de Medicina de Lisboa, conforme protocolo de colaboração assinado por ambas as instituições, deslocando-se os alunos do IST às instalações daquela faculdade, uma vez por semana.
 

 

Os futuros engenheiros biomédicos irão desenvolver a sua actividade de inovação na área das ciências e tecnologias Biomédicas, numa das três vertentes económico-profissionais possíveis: a vertente Clínica (uso e adaptação de instrumentação para diagnóstico e terapêutica, análise de risco e segurança), Científica (desenvolvimento de modelos, projectos de instrumentação, processos de análise e controle) e na vertente Industrial (produção e teste de qualidade de instrumentação)
 

 

Qualquer uma destas actividades são desenvolvidas presentemente em universidades e instituições de ensino superior, centros médicos e hospitalares, empresas farmacêuticas, empresas de instrumentação médica e centros de investigação, num mercado de trabalho de amplas possibilidades profissionais.
 

 

Aliás, a criação da Licenciatura de Engenharia Biomédica obedece à necessidade crescente de profissionais habilitados para as áreas da saúde e das tecnologias da saúde, devida a vários factores, em particular à sociedade evoluir no sentido de cada vez mais as pessoas viverem mais tempo, devido ao avanço da ciência.
 

 

Portugal vai assim passar a deter recursos humanos aptos a trabalhar em instrumentação, recolha e tratamento de dados, concepção de materiais de prótese, estudo teórico do cérebro e computação e reconstrução de imagens tridimensionais, entre muitas outras actividades ligadas à Engenharia Biomédica.
 

 

As condições de acesso do mais recente curso do IST exigem a Matemática como disciplina específica, combinada com Física, ou Biologia, ou Química. A licenciatura está estruturada em 10 semestres lectivos, tendo uma duração de cinco anos e consistindo em 44 disciplinas, das quais 20 são disciplinas base de engenharia.
 

 

O 5º ano consiste numa cadeira de Gestão, duas cadeiras de opção em qualquer das áreas científicas e um trabalho final do curso, a realizar no contexto de um Centro ou Grupo de Investigação, com os quais se pretende que desde muito cedo os alunos interactuem.
 

 

 

Informações adicionais:
 

Nuno Paisana - 91 757 30 62

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.