ISN diminui assistência nas praias

Falta de verbas na Marinha portuguesa põem segurança em causa

28 junho 2004
  |  Partilhar:

O Instituto de Socorros a Naufragos (ISN) ordenou a todas as capitanias do continente e ilhas que reduzam ao mínimo os serviços de assistência a banhistas nas praias. O motivo desta ordem, dada no final de Maio, prende-se com restrições de carácter orçamental. Na mensagem difundida às capitanias no passado dia 28, sob o título «Utilização das tripulações dos salva-vidas no serviço de assistência a banhistas nas praias», a ordem é clara e os motivos igualmente transparentes. No primeiro ponto afirma-se que «medidas de contenção orçamental obrigam a redução de despesas combustível/pagamento de horas extraordinárias». O restante parágrafo diz: «Face ao que antecede solicito só empenhar pessoal salva-vidas no serviço assistência banhistas nas praias com estrita utilização embarcação substituta durante menor tempo possível sem ter que recorrer pagamento horas extraordinárias dias úteis e máximo duas horas/dia/dois homens aos sábados, domingos e feriados». Os problemas orçamentais que afectam o ISN, tal como todas as restantes estruturas na dependência da Marinha, fizeram-se sentir desde o final do ano passado. Fonte: Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.