Investigadores querem estatuto que os tire da “precariedade”

Associação de Bolseiros apela a deputados

08 janeiro 2010
  |  Partilhar:

A Associação de Bolseiros de Investigação Científica (ABIC) foi esta semana à Assembleia da República apelar para que seja aprovado um novo estatuto do bolseiro e, dessa forma, se acabe com a situação de “precariedade” que afecta cerca de dez mil bolseiros.

 

Em declarações à agência Lusa, um dos dirigentes da ABIC explicou que o motivo da audiência na Comissão Parlamentar de Educação e Ciência foi realçar, perante os deputados, que os bolseiros de investigação científica “têm um estatuto que não lhes consagra o carácter jurídico de trabalhador”.

 

“Não sendo considerados como trabalhadores, não têm acesso ao regime geral da Segurança Social e travam-se com um conjunto de problemas como a falta do subsídio de desemprego, as reais perspectivas de emprego e, durante o período (por vezes muito longo) de 10, 12 anos, terem condições de grande precariedade”, explicou André Levy.

 

Nesse sentido, perante os deputados da comissão, deixaram o apelo para que ainda durante a actual legislatura seja aprovado um novo estatuto de bolseiro.

 

De acordo com o dirigente da ABIC, as bolsas não são actualizadas há cerca de oito ou nove anos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.