Investigadores portugueses descobrem papel do gene bub3 no controlo da correcta reprodução celular

Estudo do CESPU vai ser publicado na revista “Molecular Biology of the Cell”

27 março 2008
  |  Partilhar:

Cientistas portugueses descobriram que na ausência do gene bub3, a transferência de material genético é alterada, aquando da replicação celular, conduzindo ao aparecimento de anomalias genéticas, como as verificadas em células do cancro ou em recém-nascidos. O trabalho será publicado na edição de Abril da revista científica norte-americana “Molecular Biology of the Cell”.
 

 

Uma equipa de investigadores do Grupo CESPU – Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário - conseguiu identificar o modo como o gene – bub3 – garante a correcta reprodução das células humanas.
 

 

Os resultados desta investigação podem vir a ser utilizados como marcadores de predisposição para o cancro. “Num estudo genético, se detectarmos que o gene bub3 está a ser utilizado de maneira inapropriada pelas células, ficamos a saber que essa pessoa não está totalmente protegida de ocorrência de erros genéticos e, portanto, tem mais probabilidades de ter uma doença genética”, refere, numa nota enviada à imprensa, Hassan Bousbaa, investigador e professor do Instituto Superior de Ciências da Saúde – Norte, do Grupo CESPU.
 

 

Esta linha de investigação teve a duração de quatro anos e contou com o apoio da Cooperativa e da Fundação para a Ciência e a Tecnologia.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.