Investigadores portugueses contribuem para o conhecimento do cancro do estômago

Estudo publicado no “Clinical Cancer Research”

24 maio 2009
  |  Partilhar:

Investigadores do Instituto de Patologia e Imunologia da Universidade do Porto (IPATIMUP), que participam num estudo internacional, deram mais um passo para o conhecimento e tratamento do cancro do estômago, ao perceber como se comporta uma bactéria que provoca a doença.

 

De acordo com declarações à agência Lusa, Raquel Seruca, investigadora do IPATIMUP, revelou que “a Helicobacter pylori (H. pylori) é um carcinogénio muito importante no cancro do estômago. Com este estudo, conseguimos ter conhecimento biológico sobre o processo de mutação das células, percebendo como a bactéria H. pylori é capaz de transformar uma célula normal numa célula maligna. Ao sabermos isto, conseguimos abordar melhor a doença do ponto de vista terapêutico”.

 

Em parceria com a Roskilde University, na Dinamarca, e o Institute Pasteur, na França, os investigadores do IPATIMUP tentam perceber de que forma a infecção provocada por esta bactéria é capaz de introduzir alterações no núcleo das células do hospedeiro.

 

O estudo publicado na revista “Clinical Cancer Research” é importante para “os doentes mais resistentes aos antibióticos ou com maior recorrência de infecções”. Na investigação, os cientistas perceberam que, em ambiente “in vitro”, a H. pylori “ era capaz de alterar a forma como os genes do núcleo do hospedeiro funcionam”.
 

A infecção pela H. pylori é considerada um dos mais importantes factores de risco dos cancros de estômago: 65% dos casos estão relacionados com a bactéria.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.