Investigadores do Porto vencem Prémio Ricardo Jorge

Estudo traz avanços para o tratamento da Leishmaniose

27 novembro 2007
  |  Partilhar:

 

Um projecto sobre o efeito do ferro no crescimento de um parasita denominado Leishmania infantum (L. infantum) venceu a distinção de melhor trabalho português de investigação na área da saúde pública, atribuída pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (Insa).
 

 

Os resultados da investigação, levada a cabo no Instituto de Biologia Molecular e Celular (IBMC) do Porto, podem vir a representar um avanço na terapia da Leishmaniose, uma infecção causada por este agente, que afecta seres humanos e cães.
 

 

As vítimas da doença são crianças com menos de cinco anos e doentes com Sida, representando um alvo que, entre outras características mais específicas, apresenta um sistema imunitário mais fragilizado.
 

 

Na investigação realizada, o grupo usou ratinhos e debruçou-se sobre o efeito do ferro no parasita, concluindo que doses baixas favoreciam o seu crescimento e doses altas resultavam na sua eliminação. O ferro pode ser usado no tratamento da Leishmaniose visceral para tratar eventuais anemias, um dos sintomas da doença.
 

 

Dada a toxicidade do ferro em doses elevadas, para uma eficaz terapêutica será agora necessário encontrar uma dosagem equilibrada que esteja abaixo de um nível de toxicidade mas suficientemente elevada para aniquilar o parasita. O grupo dedica-se actualmente ao estudo do mecanismo de acção que possibilita esta eliminação do parasita, bem como a resposta do hospedeiro.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.