Investigadores do Porto descobrem contributo de gene na separação de cromossomas

Estudo será publicado na revista Current Biology

16 agosto 2007
  |  Partilhar:

Os investigadores Cláudio E.Sunkel e Nicolas Malmanche, do Instituto de Biologia Molecular e Celular da Universidade do Porto, e colegas norte-americanos testaram e identificaram o papel molecular do gene bubr1 na meiose, analisando uma mutação deste gene nas moscas da fruta (Drosophila).
 

 

O estudo, a ser publicado brevemente pela revista Current Biology, indica que é o gene bubr1, recentemente relacionado com o processo de divisão celular, que mantém a coesão dos pares de cromossomas até ao momento de serem divididos durante a produção de células reprodutivas.
 

 

Se o bubr1 apresentar mutações, pode originar células com um número anormal de cromossomas. A falha do gene bubr1 tem sido apontada como causadora de perturbações na separação dos cromossomas durante a meiose (tipo de divisão celular que ocorre na concepção).
 

 

Depois de analisar e comparar o bubr1, quer em moscas com mutação quer em moscas normais durante este processo, os autores descobriram que o gene é essencial para manter as “sister chromatids” unidas durante a meiose, assegurando a correcta distribuição do material genético na célula sexual produzida.
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.