Investigadores descobrem moléculas que prolongam a vida

O consumo de vinho tinto e amendoins prolonga a longevidade

25 agosto 2003
  |  Partilhar:

Uma equipa de investigação norte-americana chegou à conclusão de que o consumo de vinho tinto e amendoins ajuda a prolongar a longevidade. Os investigadores identificaram nestes dois alimentos moléculas que prolongam a vida. É o que acontece no caso da levedura Saccharomyces cerevisiae, onde os cientistas conseguiram aumentar a longevidade cerca de 80%. Este fungo é muito usado para estudar fenómenos biológicos básicos, comuns a um vasto leque de seres vivos.
 

 

Esta descoberta decorre do acordo existente entre a equipa coordenada por David Sinclair, da Faculdade de Medicina de Harvard, e uma empresa de biotecnologia da Pensilvânia, a Biomol, destinado a encontrar moléculas capazes de prolongar a vida, estudando milhares de substâncias químicas.
 

 

Segundo noticia hoje o jornal PÚBLICO, o grupo de Sinclair tem concentrado a sua atenção na busca de moléculas que activem enzimas capazes de regular a actividade dos genes. Com isto, a mesma equipa tem como objectivo vir a manipular os genes que controlam o envelhecimento, por forma a promover a longevidade.
 

 

Fonte: Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.